Alfabetizacao para o aluno
Home Lançamentos Promoções Minha Conta Informações Fale conosco Carrinho de Compras
Busca: 
Categorias
Arteterapia
Dificuldades/Distúrbios/Transtornos
Dinâmicas/Jogos/Brincadeiras
Educação
Educação infantil
Inclusão/Educação especial
Jogos e Brinquedos educativos
Linguagem/Leitura/Escrita
Livros Infantis
Neuropsicologia/Neurociências
Nutrição
Pedagogia
Psicologia
Psicomotricidade
Psicopedagogia
Saúde
Terapia ocupacional
Testes
Vários
Cursos Online
Cursos Online

Diagnóstico Operatório
Início: 9 de Outubro
Clique aqui para conhecer este curso.

Home » Linguagem/Leitura/Escrita » CIDRIM
Escrevendo como se fala Escrevendo como se fala
Compreendendo a influência da oralidade sobre a escrita...

Luciana Cidrim / Marígia Aguiar / Francisco Madeiro
 
R$30,00 R$22,50
 
 

Formato: 16X23
ISBN: 8589892433
Edição: 1     Ano: 2007
N. Pag.: 80
Capa: BROCHURA
Saber a diferença entre fala e escrita; perceber que uma permite certa liberdade, e outra segue normas; entender a relação entre letras e sons: esses são alguns dos assuntos abordados por Luciana Cidrim, Marígia Aguiar e Francisco Madeiro no livro Escrevendo como se fala.

Por ser um estudo linguístico, a obra narra a trajetória que leva o latim clássico a nossa língua portuguesa. Nesse ínterim, a literatura posicionou-se como divisora entre a língua falada e escrita; a partir dela prezou-se pela ortografia, que significa escrita correta. A partir disso, os autores explicam os três períodos de nossa ortografia: fonético, pseudo-etimológico e simplificado.

Apresentando uma pesquisa com alguns alunos de segunda e quarta série do ensino fundamental da rede pública, a obra defende que muitos desvios ortográficos são influenciados pela oralidade. O resultado da avaliação conecta, em 12 categorias, os equívocos encontrados e as transformações linguísticas sofridas pela língua portuguesa em sua história. Somente uma língua muito usada e viva pode apresentar tantas alterações ao longo do tempo; essas modificações vieram de evoluções fonéticas e ramificaram muitas outras línguas.

Ao mesmo tempo que a oralidade interfere na grafia, a escrita altera o modo de falar; isso ocorre de forma natural na zona rural brasileira. Segundo os autores, quando não existe o hábito ortográfico, a oralidade permanece livre de norma. O mesmo é mais difícil de ser encontrado na zona urbana, pois há o costume de se utilizar a linguagem escrita.

Sem enfatizar que seja um erro, mas esclarecendo a diferença entre português-padrão e português-não-padrão, o livro incumbe o professor de explicar que a linguagem oral permite certas flexões, mas que não podem ser colocadas no papel. Com sugestões de atividades que desenvolvam as duas linguagens e fixem a ortografia, Escrevendo como se fala conscientiza que o educando não erra em sua língua, mas representa as palavras em desacordo com as regras, cabendo ao profissional unir som e escrita, aproximando aluno e língua portuguesa.

Sumário:

Capítulo 1 - Os Fenômenos Linguísticos da Escrita e as Mudanças Ortográficas

Capítulo 2 - As Transformações Ortográficas na Escrita Infantil

Capítulo 3 - Contribuições Práticas para o Ensino da Língua

Opiniões
Veja também
APET - Análise da produção escrita de textos
APET - Análise da produção escrita de textos
IAR - Instrumento de avaliação do repertório básico para a alfabetização - Nova edição
IAR - Instrumento de avaliação do repertório básico para a alfabetização - Nova edição
Atividades neuropsicopedagógicas de intervenção e reabilitação - Vol. 4
Atividades neuropsicopedagógicas de intervenção e reabilitação - Vol. 4
Discalculia
Discalculia
Piafex - Programa de intervenção em autorregulação e funções executivas
Piafex - Programa de intervenção em autorregulação e funções executivas
Exercícios para construir a leitura, escrita e ortografia - Vol. 2
Exercícios para construir a leitura, escrita e ortografia - Vol. 2
  terça 17 outubro, 2017     9516960 desde sábado 15 março, 2008  


Livraria Click Books Ltda
   Rua Rondônia, 535 CEP: 14.055-230 Ribeirão Preto SP
   Tel/FAX.: 16 3442.5404